Pacientes

Cirurgia Cardíaca

Cada paciente individualmente responde à cirurgia de maneira diferente. Você é único! E a recuperação de cada procedimento cirúrgico específico, seja um by-pass da artéria coronária para artérias obstruídas ou um reparo / substituição da válvula por uma válvula estreita ou com vazamento, também é um pouco diferente.

O que esperar de uma cirurgia cardíaca

Antes da cirurgia
É natural sentir-se ansioso e preocupado com a cirurgia da válvula cardíaca. Muitos pacientes que fizeram cirurgia nas válvulas cardíacas disseram que seus medos diminuíram quando aprenderam mais sobre a operação fazendo perguntas e conversando com a equipe cirúrgica. Esses pacientes também enfatizaram que uma atitude positiva ao longo da experiência cirúrgica ajudou a sua recuperação.

O profissional de saúde e a equipe fornecerão instruções específicas antes da cirurgia. Alguns preparativos incluem:
Conversar com diferentes membros da equipe cirúrgica, como anestesista, cirurgião, cardiologista, terapeuta     respiratório e enfermeiros.
Discutir detalhes da operação com membros da família.
Visitar a unidade de terapia intensiva (UTI) onde você pode ser encaminhado para recuperação pós-operatória.
Seguir as orientações pré-cirugicas informadas pela sua equipe médica.

Durante a cirurgia
Se sua válvula estiver sendo reparada ou substituída, a equipe cirúrgica o preparará para a cirurgia e fornecerá a medicação que o fará dormir. A operação varia de paciente para paciente, durando no mínimo duas horas e geralmente mais. Sua cirurgia será realizada enquanto a função do seu coração é assumida por uma máquina pulmonar cardíaca (chamada CEC, para circulação extracorpórea). À medida que o sangue entra no sistema de CEC, ele troca dióxido de carbono por oxigênio (exatamente como seus pulmões), usando tubos que atuam como suas veias e artérias. Seu sangue também é filtrado e resfriado ou aquecido para manter seu corpo na temperatura adequada.
Durante a operação, o cirurgião removerá quaisquer depósitos de tecido e cálcio que estejam interferindo no funcionamento normal da válvula. Se o seu cirurgião estiver fazendo um reparo, o anel ou a banda de anuloplastia serão costurados no anel de tecido onde sua própria válvula está localizada. Se o seu cirurgião estiver fazendo uma substituição, sua válvula danificada poderá ser completamente removida e em seguida, a nova válvula será costurada no espaço onde sua própria válvula foi removida. A válvula de substituição executará a função da sua válvula danificada.
Depois que o cirurgião garantir que sua válvula está funcionando corretamente, o fluxo sanguíneo será restaurado ao seu coração e as incisões serão fechadas.

Após a cirurgia
Imediatamente após a operação, você provavelmente se sentirá sonolento. Você passará as próximas horas, ou possivelmente a noite, em uma UTI. Lá, a equipe monitorará sua frequência cardíaca, temperatura, pressão arterial e outros sinais corporais importantes. Você pode se sentir desconfortável por causa do equipamento de monitoramento. Os enfermeiros frequentemente o ajudam a virar, tossir e respirar profundamente durante esse período para promover uma recuperação saudável. Os membros da família e os amigos mais próximos geralmente são bem-vindos para visitá-lo.(Consulte o hospital para as regras de visitação a UTI.
Quando o monitoramento da terapia intensiva não for mais necessário, você será transferido para uma unidade de emergência e, eventualmente, para um piso hospitalar de atendimento de rotina. Um paciente pode ficar no hospital a partir de um dia até sete dias. A maioria dos pacientes costuma se surpreender com a rapidez com que se sente melhor e com a rapidez com que pode retomar algumas atividades diárias normais, como caminhar, comer e tomar banho.
Depois de ser liberado do hospital, você precisará consultar seu profissional de saúde periodicamente para consultas de acompanhamento. Durante essas visitas de acompanhamento, pode ser necessário um raio-x ou ecocardiografia, que podem revelar qualquer mau funcionamento ou vazamento da válvula.
Os pacientes que tomam anticoagulantes podem precisar passar por exames de sangue regulares para monitorar a dosagem dos medicamentos. Esses testes geralmente requerem ir ao hospital, consultório ou laboratório do profissional de saúde mensal, bimestral ou semanalmente. Alguns medicamentos prescritos e vendidos sem receita podem afetar a coagulação ou coagulação do sangue. Os pacientes devem informar seu profissional de saúde sobre os medicamentos que estão tomando. Também é importante para pacientes com válvula cardíaca artificial portar uma forma de identificação (cartão, colar, pulseira) em caso de emergência.

Novas Tecnologias

As cirurgias de reparo ou substituição de válvulas foram realizadas com segurança e eficácia por muitos anos. Avanços nas técnicas cirúrgicas e novos produtos levaram ao desenvolvimento de cirurgia cardíaca minimamente invasiva. A cirurgia valvar minimamente invasiva envolve uma incisão menor do que a realizada pelo cirurgião na abordagem cirúrgica tradicional. Uma incisão menor pode levar a uma chance reduzida de infeção,
menos dor durante a recuperação e geralmente é mais atraente esteticamente porque deixa uma cicatriz menor. No entanto, a cirurgia minimamente invasiva não é para todos. Sinta-se à vontade para discutir com seu cirurgião qual opção pode ser melhor para você.